História

A quarta filha da união entre dona Vilma e seu Ciríaco, nasci em Coração de Jesus, nestes Nortes Gerais. Aos meus três anos de idade, tendo meu pai partido deste plano de existência, minha mãe se tornou solo na formação da identidade dos filhos.

 

Mulher negra e viúva, inserida em um sistema social massacrante vigente na década de 80, dona Vilma é minha grande inspiração

da vivência do feminino

Formação

Desde muito jovem, fui amante de boas leituras e de aprender sobre

o mundo, e via na educação uma forma de transformação e emancipação.

 

A partir desse entendimento, ingressei no curso de graduação em Letras na Unimontes e identifiquei a carreira docente como um mecanismo de resistência e de inclusão. Fiz especialização em Ensino de Línguas na UFMG, mestrado e doutorado em Estudos Linguísticos na UFU, e na Unimontes, me especializei em Gestão Pública

Ideais

Caminhando lado a lado com a trajetória acadêmica, estiveram os desafios sociais.  Sou mulher negra e mãe, não pertencente a uma família de elite ou de nome reconhecido, com ideais um pouco destoantes do que era socialmente destinado à classe a qual pertencia. 

Tudo isso, no entanto, foi fundamental para o meu entendimento da urgência na construção de uma educação equânime e de uma equiparação efetiva entre gêneros. O que hoje apresento nas minhas falas é a prática que tenho vivenciado ao longo dos anos.

Professora_Joaquina_Nobre

Joaquina Nobre 2020

***