Buscar
  • Joaquina Nobre

A prática da remoção no IFNMG

Atualizado: Jul 24

Quando se fala em remoção no IFNMG, o tema que gera mais atritos em nossa comunidade é a remoção ex officio, nos moldes da também conhecida, popularmente, como “canetada”.


Essa é uma prática que acaba por privilegiar certos servidores em detrimento de outros.


Considerando que temos uma legislação que versa sobre o assunto, e regulamentos que pautam o modo de se consolidar a remoção, essa é uma prática injustificada, que causa um grande transtorno institucional.


Entramos nesse projeto de gestão de forma aberta, sem apadrinhamentos, sem privilegiar ou defender interesses individuais de pessoa A, B ou C.


Defendemos, conforme as diretrizes da gestão pública, a impessoalidade na gestão que almejamos e a transparência nos processos, tratando de forma isonômica todos os servidores.


Sabemos que, no IFNMG, há pessoas muito competentes, então, agir de maneira impessoal é agir conforme o regulamento, oportunizando a todos as mesmas condições estabelecidas. Caso necessário, podemos usar o regulamento de cooperação técnica para a realização de ações específicas, por tempo determinado.


Ressalto que devemos usar os regulamentos que já temos, os quais foram construídos coletivamente, e chamar os órgãos representativos — Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação (CIS-PCCTAE) e Comissão Permanente de Pessoal Docente (CPPD) — para discussão e diálogo com fins de melhorar os regulamentos existentes para realmente representar o que a nossa comunidade acredita.


* * *


É isso, pessoal! Quero aproveitar para te lembrar que sou pré-candidata a Reitora do IFNMG e que nosso diálogo é muito importante! Quanto mais conversamos, mais descobrimos e entendemos as demandas que temos para o IF e para nós mesmos. Por isso, deixo aqui o convite para que você venha falar comigo. Abraços virtuais!

25 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Gestão do Campus Pirapora

A percepção de que, além das contribuições enquanto educadora, seria necessário promover uma renovação na maneira de efetivar o acesso amplo à educação de qualidade deu início ao caminho de gestão do

Representação estudantil

Tive oportunidades maravilhosas de me reunir com alunos, representantes de turma, grêmio estudantil e diretório acadêmico para conversar sobre a representação estudantil. Nesses encontros, pude fazer